Foto: AFP
Por: Istoe (https://istoe.com.br/)
 
Pelo menos 113 pessoa morreram na sequência de um deslizamento de terras numas minas de jade no norte de Myanmar, antiga Birmânia, indica o novo balanço oficial divulgado pela equipa de socorro. 
 
Até ao momento encontrámos um total de 113 corpos", referem os bombeiros através da página oficial na rede social Facebook.
 
De acordo com as autoridades policiais as buscas vão ser suspensas por causa das fortes chuvas que se fazem sentir no local.
O primeiro balanço de vítimas indicava que tinham morrido 50 pessoas.
 
O acidente ocorreu numa mina de jade no norte do país, quando um desabamento de terras soterrou os trabalhadores, informou o departamento de bombeiros.
 
Os mineiros foram arrastados por uma torrente de lama provocada pelas fortes chuvas", escreveram os serviços de socorro na rede social.
 
Os deslizamentos de terra em minas de jade causam vítimas todos os anos na região montanhosa do estado de Kachin, na fronteira com a China e a Índia, especialmente durante a estação das chuvas.
 
A zona está no centro da extração de jade de Myanmar, o maior produtor mundial desta pedra preciosa, sendo que as condições de extração são muito precárias e os acidentes frequentes.
 
As empresas de mineração empregam muitos trabalhadores ilegais. 
 
Em abril de 2019, um deslizamento de terra matou pelo menos 54 pessoas na região.
 
Em julho de 2018, foram recuperados os corpos de 23 vítimas de outro deslizamento de terra depois das fortes chuvas de monções.
 
 
Em novembro de 2015, um acidente semmelhante matou pelo menos 113 pessoas.