Foto: France Press
Por: Andreas Solaro
 
Uma manifestação organizada neste sábado (6) por grupos de torcedores e movimentos de extrema-direita contra a atuação do governo italiano diante da pandemia de coronavírus teve breves confrontos, disseram jornalistas da AFP.
 
Os manifestantes, reunidos no Circo Massimo, no centro da capital italiana, jogaram garrafas e sinalizadores de fumaça na direção das forças de segurança e jornalistas.
 
A polícia respondeu com bombas de gás lacrimogêneo.
 
Os incidentes, que foram controlados rapidamente, começaram com uma briga entre manifestantes depois que um dos líderes decidiu responder a perguntas da imprensa, disse um fotógrafo da AFP.
 
A manifestação, que reuniu várias centenas de pessoas, foi organizada pelos grupos I Ragazzi d'Italia e Dalle Curve alle Piazze como resposta à gestão do governo da crise do coronavírus.
 
"Nós nos reunimos para fazer nossas vozes serem ouvidas e gritarem a esse governo que estamos prontos para ir à rua com os que mais precisam, os mais fracos", escreveram os organizadores em uma mensagem no Facebook.
 
O manifesto foi divulgado pelo partido neofascista Forza Nuova, dentre outros grupos.