Foto: Reprodução Redes Sociais
Texto: Samuel Oliver
Edição: Samuel Oliver
 
         Ações preventivas estão sendo tomadas na cidade de Barão dos Cocais depois do alerta de rompimento da barragem de Gongo Soco pela Vale do Rio Doce. Até essa última manhã de sábado (09), foram cadastradas e acolhidas cerca de 487 pessoas dentro das quatro comunidades rurais do lugar, são elas: Socorro, Piteira, Tabuleiro e Vila do Gongo.
 
Das pessoas que saíram, 243 estão distribuídas em seis hotéis e as demais estão em casas de parentes. Em relação aos animais, a Defesa Civil definiu ações dentro de um plano para o atendimento e acolhimento. Como prioridade, serão devidamente alimentados  e se for necessário a remoção, será feira. A Vale alugou uma fazenda para ser este local de acolhimento e contratou duas clínicas veterinárias para realizarem o atendimento aos animais.
 
A Universidade Aberta do Brasil, no bairro Cidade Nova, está sendo lugar de concentração das forças de segurança.  A empresa Vale do Rio Doce colocou toda uma equipe multidisciplinar formada por profissionais como psicólogos, assistentes sociais e médicos no Ponto de Atendimento do Centro Universitário Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) e nos hotéis tambem.
 
Será feito uma inspeção na barragem Sul Superior neste domingo (10), por um empresa especializada em análise de estabilidade para averiguar tecnicamente a real situação da barragem.